Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

INSTITUCIONAL | NOTÍCIAS

Futebol brasileiro foi tema de debate na Caarj

Futebol brasileiro foi tema de debate na Caarj

 

“O problema não é dinheiro e sim gestão. Falta qualificação profissional e os dirigentes necessitam ser socorridos por profissionais capacitados para o ramo”: esta foi a conclusão a que chegaram os palestrantes do seminário “Perspectivas para o Futebol Brasileiro”. Realizado pela Comissão de Direito Desportivo e Eventos Esportivos da seccional do Rio, na sede da Caarj, o evento foi aberto pelo presidente da OAB/RJ, Felipe Santa Cruz, e pelo presidente da Comissão de Direito Desportivo e Eventos Esportivos da OAB/RJ, Marcelo Jucá.

Pedro Tengrouse, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), ao abordar o tema “A Economia do Futebol Ontem, Hoje e Amanhã” afirmou que a construção do estádio de São Januário, em 1926, por um grupo de portugueses, com recursos próprios, em apenas dez meses é a prova de que, com gestão, profissionalismo e empreendedorismo é possível solução para os clubes e para o futebol brasileiro. Segundo ele, um clube não pode se reduzir a um time de futebol como sua única fonte de receita, visto que os grandes, como Flamengo e Vasco, nasceram como clubes de regatas. E ao encerrar deixou a pergunta: “Por que não há redistribuição do percentual da Mega Sena, produto de sucesso, para os clubes brasileiros?”

O acadêmico José Fardim, coordenador de cursos de MBA de Gestão Esportiva, reforçou que, para o crescimento da indústria do esporte, falta gestão e investimento em pessoas. “Precisamos desenvolver talentos e capacitar todos os participantes da cadeia, desde o professor que ensina o menino a jogar bola até o gestor-executivo. Futebol + gestão profissional + capacitação = futebol sustentável”.

Rubens Lopes, presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), reiterou a necessidade de reformulação dos critérios de gestão. “Há total falta de planejamento na política nacional para o futebol”, declarou.

O editor do jornal Lance, Walter Mattos Junior, relatou a história do veículo e afirmou que o futebol ainda é o principal foco de interesse do leitor. “O torcedor quer mais que o jogo ou o resultado, o leitor quer saber sobre o troca-troca de jogadores, das negociações e seus valores”, afirmou.

Também participaram dos debates Flavio Martins, representante da Federação das Torcidas Organizadas do Rio de Janeiro, e o radialista Wagner Menezes.

Ao final, o secretário geral da Caarj, Roberto Monteiro, mediador do debate, que contou com a presença do procurador do TJD, André Valentim, diversos advogados e representantes da sociedade civil, agradeceu pela “excelente discussão”.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja mais fotos do debate aqui.

 



NOTÍCIAS

11/10/2017 - Campanha Outubro Rosa começa a receber doações de cabelos

SAIBA +

09/10/2017 - Meia Maratona Nacional da Advocacia movimenta Copacabana

SAIBA +

09/10/2017 - Advogado do Amapá é o primeiro a retirar kit da Meia Maratona

SAIBA +

05/10/2017 - Mais de 1.500 corredores vão participar da Meia Maratona Nacional da Advocacia

SAIBA +

02/10/2017 - Campanha Outubro Rosa da Caarj apresenta direitos de pacientes com câncer

SAIBA +

12/09/2017 - Pesquisa da Caarj mapeia saúde do advogado

SAIBA +

29/08/2017 - Meia Maratona: parceria garante descontos em hospedagem para participantes

SAIBA +

22/08/2017 - União, cuidados com a saúde e integração marcam eventos do final de semana

SAIBA +

15/08/2017 - Diretoria da Caarj comparece a eventos pelo Mês do Advogado

SAIBA +

14/08/2017 - Sindicato dos Advogados empossa nova diretoria

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]