Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

INSTITUCIONAL | NOTÍCIAS

Caarj e OAB-RJ lançam campanha pelo fim do uso obrigatório de paletó e gravata no verão

DSC_0150

 

Sol a pino, temperatura superior a 40 graus e um movimento intenso no Fórum de Bangu, Zona Oeste do Rio. O bairro mais quente da cidade parecia uma sauna a céu aberto na tarde de quarta-feira (8), agravando os transtornos causados pela exigência de paletó e gravata para advogados. O presidente da Caarj, Marcello Oliveira, e a vice-presidente Naide Marinho visitaram a subseção e puderam constatar os problemas causados pelo uso obrigatório do traje.

Relatos de tontura, náuseas, desmaios e queda de pressão têm sido comuns entre os advogados. A Caarj colocou uma equipe de enfermeiros na subseção de Bangu para atender os problemas de saúde relacionados ao forte calor. “Nós queremos sensibilizar o Tribunal de Justiça a abolir essa exigência absurda, que não condiz com o nosso clima. Os advogados precisam se deslocar pelas ruas, carregando pastas e documentos pesados debaixo de sol forte. O calor intenso transforma a rotina de trabalho em tortura. Já passou da hora de rever essa decisão”, afirma Marcello Oliveira.

Em parceria com a OAB-RJ, foi lançada a campanha “Paletó no verão, não! Respeito não se mede pelo traje”, que torna opcional o uso de paletó e gravata em despachos com juízes, audiências e sustentações orais. A OAB-RJ também editou o ato 68/2013, que libera os advogados a trajar calça e camisa sociais nestas situações. A medida tem validade até 21 de março, quando acaba o verão.

Segundo Marcello Oliveira, o reconhecimento do advogado não se dá pelo traje, e sim pela capacidade de trabalho, o saber jurídico, a ética profissional. “Nós vamos prestar apoio integral aos advogados nessa questão. É uma luta permanente pela saúde e a integridade dos profissionais”, sustenta.

A vice-presidente da Caarj, Naide Marinho, lembra que o uso obrigatório de paletó e gravata acarreta também um custo social. “Além dos problemas de saúde, o calor forte obriga os advogados a gastar mais com vestuário, pelo desgaste de seu uniforme de trabalho. Essa exigência definitivamente não combina com o Rio”, ressalta.

O presidente da subseção de Bangu, Ronaldo Barros, disse que a campanha da OAB e da Caarj tem o apoio incondicional da categoria. “Essa luta é de todos nós. É preciso levar a campanha para todo o Estado, reforçando a necessidade de abolir essa determinação injusta”, sustenta.

Preocupado com a saúde, o advogado Wenceslau Freire, 67 anos, tratou de medir sua pressão arterial na subseção de Bangu. Diante do calor intenso, não pensou duas vezes ao procurar a equipe de enfermeiros da Caarj. “É uma prevenção fundamental nestes dias de verão, quando somos submetidos a condições de trabalho ainda mais estressantes”, explica.

 

O advogado Wenceslau Freire, 67 anos, afere a pressão arterial na subseção de Bangu

O advogado Wenceslau Freire, 67 anos, afere a pressão arterial na subseção de Bangu

 



NOTÍCIAS

08/08/2017 - Comemorações marcam o primeiro final de semana do Mês do Advogado

SAIBA +

01/08/2017 - Caapi seleciona atletas para a Meia Maratona do Rio de Janeiro

SAIBA +

31/07/2017 - Caarj recepciona advogados na Flip

SAIBA +

18/07/2017 - Encontro marca lançamento da Meia Maratona e Performance

SAIBA +

10/07/2017 - Congresso Nacional do IAB discute Reforma Política

SAIBA +

06/07/2017 - Rio vai sediar a 1ª Meia Maratona Nacional da Advocacia

SAIBA +

24/05/2017 - OAB/Bom Jesus do Itabapoana recebe doação da Caarj

SAIBA +

24/04/2017 - Exposição retrata mulheres advogadas

SAIBA +

24/04/2017 - Seminário discute reforma trabalhista

SAIBA +

03/04/2017 - Parceria entre Caarj e Seap garante dignidade a criminalistas

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]