Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

VIDA | NOTÍCIAS

Auriculoterapia: medicina alternativa benéfica e indolor

Leandro Barbosa, fisioterapeuta da Caarj, em sessão de auriculoterapia

Leandro Barbosa, fisioterapeuta da Caarj, em sessão de auriculoterapia

A auriculoterapia é uma forma de medicina alternativa que estimula em nossa orelha centenas de pontos, produzindo assim bem-estar, alívio de dores localizadas e relaxamento. Segundo esta técnica, é possível melhorar a saúde estimulando partes específicas na orelha, que correspondem a todos os órgãos e funções do corpo humano.

“Aurículo” significa “orelha” e “terapia” quer dizer “tratamento”, portanto, podemos dizer que é um tratamento através da orelha. A auriculoterapia deve ser praticada por profissionais de saúde habilitados ou por acupunturistas. É um procedimento ligado à acupuntura, baseado na ideia de que a orelha é um microssistema, com o corpo inteiro representado no pavilhão auricular, ou seja, na parte externa da orelha.

Desenvolvida para dar harmonia ao corpo e equilíbrio ao organismo, não há restrição para sua aplicação, segundo Leandro Barbosa, fisioterapeuta da Caarj. “Há, porém, um cuidado maior com as gestantes para não estimular a contração uterina”, ressaltou.

Uma das maiores vantagens da auriculoterapia é sua eficácia e rapidez no combate aos sintomas. “O resultado é muito bom, principalmente na parte emocional, na ansiedade e nos distúrbios de sono”, disse Flávia Carneiro, fisioterapeuta da Caixa de Assistência. Ela explicou que a técnica pode ser utilizada para tratar todos os tipos de dores (cabeça, costas, musculares, etc) e ameniza os problemas respiratórios (rinite), alérgicos e hormonais.

Flávia afirmou que a queixa mais constante dos advogados que se submetem à sessão de auriculoterapia nas ações itinerantes da Caarj são a ansiedade e o estresse.

No procedimento, são utilizadas sementes de diversas plantas para massagem dos pontos, sendo a mais utilizada a de mostarda. O paciente pode ficar com as sementes na orelha por cerca de 3 a 4 dias e é orientado a fazer a própria estimulação dos pontos três vezes ao dia. Ao fim do ciclo, as sementes são retiradas pelo próprio usuário, sem nenhum risco, já que são coladas com esparadrapo.

Flávia Carneiro, fisioterapeuta da Caarj, em sessão de auriculoterapia

Flávia Carneiro, fisioterapeuta da Caarj, em sessão de auriculoterapia

 



NOTICIAS

25/01/2018 - CAARJ med10 aplica 237 doses da vacina da Febre Amarela em apenas um dia

SAIBA +

07/12/2017 - Dezembro Vermelho alerta para a epidemia de HIV no país

SAIBA +

29/11/2017 - Atentar aos sinais do corpo pode ajudar no combate a doenças

SAIBA +

06/11/2017 - Novembro Azul da Caarj mira na saúde masculina

SAIBA +

01/11/2017 - Advocacia Solidária mobiliza a população de Nova Iguaçu

SAIBA +

21/09/2017 - Vida no Escritório promove sessões de relaxamento para os advogados

SAIBA +

20/09/2017 - Projeto Advocacia Solidária chega à Baixada Fluminense

SAIBA +

18/09/2017 - A importância da vitamina D para o nosso organismo

SAIBA +

11/09/2017 - HPV: vírus silencioso e perigoso

SAIBA +

05/08/2017 - Campanha de Vacinação passa por comarcas e pela Justiça Federal

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]