Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

INSTITUCIONAL | NOTÍCIAS

União da advocacia é defendida em evento da Caarj e da Acat

destaquefeijoada8demarco

A união das entidades representativas da advocacia foi defendida neste domingo durante a feijoada em homenagem pelo Dia Internacional da Mulher, realizada neste domingo (8) pela Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro (Caarj) e pela Associação Carioca dos Advogados Trabalhistas (Acat). Presidente da Caarj, Marcello Oliveira ressaltou que este movimento é necessário para defender as causas da categoria, e citou a valorização da mulher como tema primordial neste processo. “As parcerias têm que se intensificar, e a causa da mulher mostra bem como isso é necessário. Avançamos no tempo, mas não no direito. Ainda temos diferenças salariais, assédios de diversas espécies. São pautas que têm que ser discutidas por todas as entidades da advocacia”, defendeu.

Durante o evento, realizado na quadra da Escola de Samba Vizinha Faladeira, na Gamboa, foram homenageadas seis mulheres advogadas: a vice-presidente da Caarj, Naide Marinho; as diretoras dos Eixos da Caarj Bem-Estar, Marisa Gaudio, e Cultural, Talita Menezes; a vice-presidente do Instituto dos Advogados do Brasil Rita Cortez e as advogadas trabalhistas Cristiane Campbell Moreira e Tânia Mara Lacerda de Souza Máximo. Presidente da Acat, Ana Beatriz Seraphim é a terceira mulher a estar à frente da entidade e, segundo ela, a iniciativa demonstra que as entidades representativas da advocacia reconhecem a importância da mulher. “Hoje, 80% da magistratura do estado é composta por mulheres. Na Acat, tanto a presidência quanto a vice-presidência são ocupadas por mulheres. Celebrar este dia homenageando estas mulheres mostra a importância de se reconhecer não só os avanços, mas também de que ainda há muito a ser feito”, ponderou.

Para a vice-presidente da Caarj, Naide Marinho, o Dia Internacional da Mulher deve servir como momento de “reflexão e articulação de lutas”. “A OAB/RJ e a Caarj estao atentas e uma campanha de valorização e de luta contra a violência já está em curso. A participação das advogadas é fundamental, se queremos realmente garantir nossos direitos, como outros já alcançados”, afirmou ela, citando o direito ao voto, a  Lei Maria da Penha e a cota de 30% de mulheres na direção da Ordem como estes avanços. Tesoureiro da OAB/RJ, Luciano Bandeira concorda com a necessidade do engajamento das entidades em torno desta causa. “Vemos no dia a dia que a participação da mulher na advocacia é cada vez maior. A cada dia mais carteiras são entregues a mulheres, o que demonstra exatamente isso. E é a união destas entidades que vai fortalecer este movimento”, disse.

Representando o IAB e uma das homenageadas, Rita Cortez foi além: “É preciso ter mais mulheres na OAB, no IAB, na Caarj, na Acat, em todos os lugares. Homenagear pessoas ligadas a entidades representativas como estas é valorizar a participação da mulher nas atividades políticas, e é disso que precisamos para avançar nas conquistas”, defendeu. Conselheira da subseção OAB/Barra Mansa, Cristiane Campbell citou a diferença salarial e o preconceito na hora da contratação de serviços como obstáculos que ainda precisam ser vencidos pelas advogadas no exercício da profissão. “Atuo muito em defesa de caminhoneiros, e já fui preterida simplesmente por ser mulher. Hoje, com 15 anos de experiência na área, já construí um nome no mercado, mas e as que estão começando? É uma mentalidade que precisa mudar”, defendeu.

Talita Menezes disse que recebeu a homenagem em nome de “um vasto grupo de mulheres que trabalha, cuida de suas casas, de seus filhos e ainda briga por suas categorias”. “Estamos aqui representando todas estas mulheres, o que muito me honra”, afirmou. Já Marisa Gaudio defendeu que é preciso esclarecer que o empoderamento feminino não é uma guerra de gêneros. “Não é defender que a mulher seja maior que o homem. Mas lembrar que ainda existe preconceito, principalmente no mercado de trabalho. E que é necessário frisar isso”, considerou. Para a última homenageada, a advogada trabalhista Tânia Mara, muito já se avançou, o que não impede os movimentos em favor da mulher. “Quando comecei, há 25 anos, era muito diferente. Acredito que podemos fazer a diferença no dia a dia, é assim que se conquistam espaço e respeito”, finalizou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja mais fotos AQUI.



NOTÍCIAS

02/10/2017 - Campanha Outubro Rosa da Caarj apresenta direitos de pacientes com câncer

SAIBA +

12/09/2017 - Pesquisa da Caarj mapeia saúde do advogado

SAIBA +

29/08/2017 - Meia Maratona: parceria garante descontos em hospedagem para participantes

SAIBA +

22/08/2017 - União, cuidados com a saúde e integração marcam eventos do final de semana

SAIBA +

15/08/2017 - Diretoria da Caarj comparece a eventos pelo Mês do Advogado

SAIBA +

14/08/2017 - Sindicato dos Advogados empossa nova diretoria

SAIBA +

08/08/2017 - Comemorações marcam o primeiro final de semana do Mês do Advogado

SAIBA +

01/08/2017 - Caapi seleciona atletas para a Meia Maratona do Rio de Janeiro

SAIBA +

31/07/2017 - Caarj recepciona advogados na Flip

SAIBA +

18/07/2017 - Encontro marca lançamento da Meia Maratona e Performance

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]