Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

VIDA | NOTÍCIAS

Caarj alerta para o risco do tabagismo

MEME_COMBATE AO FUMOreduzido

Neste sábado, 29 de agosto, é celebrado o Dia Nacional do Combate ao Fumo, e a Caarj lembra à advocacia os danos causados pelo tabagismo, considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes.

Vendido legalmente, mas considerado uma droga por órgãos de saúde pública, o cigarro apresenta em sua substância a nicotina, que possui propriedades psicoativas. Ao ser inalada, a nicotina produz uma grande alteração no sistema nervoso central, trazendo modificação no estado emocional e comportamental do usuário, podendo induzir o mesmo à dependência. Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam. Além disso, as estatísticas revelam que os fumantes, comparados aos não fumantes, apresentam um risco dez vezes maior de adoecer de câncer de pulmão; cinco vezes maior de sofrer infarto; cinco vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar e duas vezes maior de sofrer derrame cerebral.

No Brasil, o tratamento do tabagismo tem como referência o Sistema Único de Saúde (SUS), sendo regulado por Portarias do Ministério da Saúde (Portaria nº 1.035/2004 e Portaria nº 442/2004) que ampliam o acesso da abordagem nos três níveis de atenção à saúde (básica, média e alta complexidade). Esse modelo de tratamento é baseado na abordagem cognitivo comportamental, possibilitando que o tratamento seja realizado em grupo ou individualmente, e tem como objetivo auxiliar o fumante a desenvolver habilidades que o auxiliarão a permanecer sem fumar. O apoio medicamentoso, quando necessário, é outro recurso usado no tratamento do tabagismo e disponibilizado na rede SUS. O Instituto Nacional do Câncer também desenvolve ações voltadas para o tratamento do tabagismo, em parceria com a rede SUS.

Pare de fumar agora, e confira os benefícios que terá em sua saúde:

20 Minutos após parar de fumar, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.

2 horas após, não há mais nicotina circulando no sangue.

8 horas após, o nível de oxigênio no sangue se normaliza.

12 a 24 horas após, os pulmões já funcionam melhor.

2 dias após, o olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar já degusta melhor os alimentos.

3 semanas após, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora.

1 ano após, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido pela metade.

10 anos após, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.



NOTICIAS

03/08/2017 - Saiba identificar os sintomas da estafa

SAIBA +

29/06/2017 - Aprenda a proteger a pele no inverno

SAIBA +

20/06/2017 - Atenção às doenças de inverno

SAIBA +

12/06/2017 - Campanha de Vacinação chega ao Centro do Rio

SAIBA +

08/06/2017 - Campanha de Vacinação bate a marca de 4 mil doses

SAIBA +

31/05/2017 - Saiba mais sobre a Esclerose Múltipla

SAIBA +

08/05/2017 - Atenção ao uso do computador

SAIBA +

26/04/2017 - Hipertensão: prevenção é a saída

SAIBA +

12/04/2017 - Caarj dá início à Campanha de Vacinação de 2017

SAIBA +

06/04/2017 - Campanha Advocacia Solidária

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]