Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

VIDA | NOTÍCIAS

Caarj realiza mobilização contra o Zika no Aterro do Flamengo

destaque zika

A adesão das Caixas de Assistência em todo o País foi significativa para o sucesso da campanha Advocacia contra o Zika Vírus. De norte a sul do Brasil, foram realizados eventos e ações de rua mobilizando os cidadãos e conclamando a sociedade a abraçar a causa. “Este foi um dia muito importante, um dia de união em âmbito nacional. A maioria das caixas fez ações lúdicas, que chamaram a atenção das crianças, fazendo com que as famílias se envolvessem na causa”, afirmou o coordenador-geral da Concad, Ricardo Peres, que ainda completou: “Fizemos a diferença”.

Presidente da Caixa de Assistência, Marcello Oliveira defendeu a conscientização da população, sobre a doença e seus riscos. “Em todos os estados a advocacia está unida para chamar a atenção não só para a campanha, que está sendo muito bem-sucedida, mas também para a necessidade da prevenção. E é muito bom ter o Cremerj como nosso parceiro neste momento”, afirmou. Já a secretária-geral da Caarj, Naide Marinho, disse que a população está mobilizada para a erradicação dos criadouros do mosquito, e, portanto, é preciso ir além. “Nossa briga maior é pelo saneamento básico, nos bairros, nos municípios e no estado. Nós, da Caixa, vimos que precisávamos ajudar a orientar a advocacia e os cidadãos em geral”, disse.

A campanha “Advocacia unida contra o Zika Vírus: pra ele não tem defesa” chegou ao seu ápice neste sábado (05), com a mobilização da categoria por todo o país. No Rio de Janeiro, além das ações promovidas pelas subseções, a Caarj realizou um mutirão de mobilização no Aterro do Flamengo, com esquetes, distribuição de panfletos e a mensagem de promoção da saúde. O evento contou com a participação de representantes do Conselho Regional de Medicina do Rio (Cremerj), um dos parceiros da iniciativa.

Para o presidente do Cremerj, Pablo Vazquez Queimadelos, é preciso mostrar à população a gravidade da epidemia, e que é necessário não só fazer a sua parte, mas cobrar das autoridades soluções definitivas para o problema. “O estado tem que propiciar o saneamento básico, a política ambiental de coleta e tratamento do lixo. Além disso, é fundamental que o Brasil invista mais em saúde e educação, pois o povo precisa disso”, apontou. Representando a Secretaria municipal de Saúde, a assessora Patrícia Canto disse que a população está sofrendo e está muito assustada com essa epidemia. Segundo ela, a Secretaria mantém um trabalho diário de prevenção e atuação contra o mosquito. “Nossos agentes de vigilância de saúde diariamente vão a campo e visitam as casas, e atendem as demandas feitas pelo telefone 1746. Com isso, pedimos que a população denuncie os focos do mosquito próximos às suas residências”, comentou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja mais fotos AQUI.



NOTICIAS

26/04/2017 - Hipertensão: prevenção é a saída

SAIBA +

12/04/2017 - Caarj dá início à Campanha de Vacinação de 2017

SAIBA +

06/04/2017 - Campanha Advocacia Solidária

SAIBA +

04/04/2017 - Eixo Vida da Caarj atende mais de 2400 pessoas no Mês da Mulher Caarj

SAIBA +

28/03/2017 - Advocacia Solidária promove mutirão de doação de sangue em fóruns do Rio

SAIBA +

17/01/2017 - Quiropraxia alivia sintomas da Chikungunya

SAIBA +

19/12/2016 - Doenças de pele no verão

SAIBA +

16/12/2016 - Dezembro Laranja – Uma conscientização sobre o Câncer de Pele

SAIBA +

16/12/2016 - Fique atento às intoxicações alimentares

SAIBA +

01/12/2016 - Ministério da Saúde apresenta números sobre a epidemia de Aids no país

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]