Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

INSTITUCIONAL | NOTÍCIAS

Mulheres no Direito: Grandes Conquistas?

destaque artigo

Por Marisa Gaudio – diretora do Eixo Bem-Estar da Caarj.

As mulheres viveram séculos às sombras de uma sociedade patriarcal e repressora.

Historicamente, o patriarcado, (designado como o poder dos homens, da masculinidade enquanto categoria social) foi a forma de organização social privilegiada. A família era o organismo social centrado no homem, onde o patriarca tinha poder sobre a mulher, os filhos e os escravos, com direito sobre a vida e a morte deles. Nesse contexto, não causa estranheza que o termo “família”, tem origem na palavra latina “famulus”, ou seja “escravo doméstico”.

Mulheres tornaram-se símbolos de luta e resistência às opressões masculinas, mesmo depois de séculos de abusos e repressões, sendo impedidas de trabalhar e viver sozinhas. Fato incontroverso, portanto, que demoraram muito a conquistar espaços o que ainda motiva e torna atual o debate na sociedade sobre a desigualdade de gênero.

Mas com o papel destinado às mulheres estamos acostumados. Alguns até bem acomodados. O que muitos ainda não se deram conta, é do machismo de muitas mulheres. Pasmem! Não raro escutamos que Fulana só anda com os “meninos”, que Beltrana não gosta do “clube da Luluzinha”, ou que Cicrana não tem amigas porque é “exibida”.

Há alguns anos atrás, quando eu era estagiária (ok, muitos anos…), um amigo e eu conversávamos sobre esse ou aquele serventuário do cartório atender melhor homem ou mulher. E assim nós nos dividíamos, para pedir informações processuais (note-se que à época eram fichas nas mesas dos serventuários. Faz tempo…). De toda forma, sempre busquei sobressair pela simpatia, mas na verdade, ali eu entrava no mundo machista sem me dar conta e repetia os padrões que via.

Na minha vida profissional me deparei com muitas barreiras, mas posso afirmar sem receio que a maior delas foi o machismo, dos colegas e dAs colegas, dos juízes e dAs juízas, dos serventuários e dAs serventuáriAs…Mulher, nova e bonita? Os clientes sentiam-se inseguros, os advogados mais velhos queriam dar aula na sala de audiência e se perdessem alguma argumentação, a coisa ficava realmente grave. Isso sem falar nos assédios, de vários personagens jurídicos.

A vida das mulheres não é simples e gostoso como brigadeiro, senhores. Precisamos provar todos os dias que damos conta de casa, marido (ou mulher), filhos, estudo, academia (ou que exercício seja), unha, cabelo, drenagem linfática (ou mais)…

Não suporto o discurso de vitimização e esse artigo não tem o intuito de lhes causar pena. Jamais! Mas importa tirar o véu social que nos faz ficar confortáveis com padrões machistas tão incorporados que, muitas vezes, são acolhidos pelas próprias mulheres. Talvez esse mês possamos colocar uma mulher no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, pela votação do chamado Quinto Constitucional. Tomara!! Em razão de cota? Para “enfeitar” o Tribunal? Não. Por competência. E isso sim é muito justo, mas nem sempre avaliado.

Conquistamos muito, certamente. Podemos e queremos muito mais! E essa discussão não é só das mulheres, é dos homens também, é de toda a sociedade. Somente quando tivermos coragem para o enfrentamento desses tabus, seremos dignos da sociedade igualitária que no discurso pregamos e no coração desejamos deixar como legado aos nossos filhos. Ah sim! A nova geração está dando um banho em nós. Fica a dica.



NOTÍCIAS

30/03/2017 - Ciclo de palestras com Guilherme Miziara chega às subseções

SAIBA +

20/03/2017 - Caarj realiza mais um evento em comemoração ao mês da mulher

SAIBA +

16/03/2017 - Movimento da Mulher Advogada apresenta pesquisa na Caarj

SAIBA +

15/03/2017 - Ação nos tribunais divulga Movimento da Mulher Advogada

SAIBA +

14/03/2017 - Subseções recebem equipamentos doados pela Caarj

SAIBA +

08/03/2017 - Movimento da Mulher Advogada faz ação em solenidade na Alerj

SAIBA +

08/03/2017 - Movimento da Mulher Advogada quer discutir pautas levantadas em pesquisa

SAIBA +

03/03/2017 - Caarj lança campanha Mês da Mulher Caarj

SAIBA +

23/02/2017 - Caarj leva campanha contra o preconceito às ruas no Carnaval

SAIBA +

14/02/2017 - Caarj lança campanha contra preconceito no Carnaval

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]