Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

VIDA | NOTÍCIAS

CAARJ realiza campanha pela dispensa do terno e da gravata durante o verão

O projeto “Paletó no Verão, Não!” conscientiza sobre os cuidados com a saúde na época mais quente do ano

A Caixa de Assistência dos Advogados do Rio (CAARJ) lança nesta semana a campanha “Paletó no verão, não!” para pressionar o Tribunal de Justiça do Rio e outras instâncias do Judiciário a a liberar os advogados do uso do paletó e da gravata durante a estação mais quente do ano. Nos últimos anos, o TJ e o TRT tornaram facultativo o uso do paletó e da gravata, inclusive por magistrados e servidores. Neste ano, ainda nada. A explicação para a campanha é a preocupação com a saúde: a CAARJ analisou dados de 8.788 advogados, como pressão alta, índice de massa corpórea, glicose e colesterol, entre outros. Entre os homens, 46% estavam com pressão alta, bem acima da média nacional de 25,7% (Pesquisa Vigitel do Ministério da Saúde), o que pode piorar com o calor.

Até o dia 15 de março, tendas da CAARJ serão montadas em frente aos fóruns de Bangu, Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaboraí, Nova Iguaçu, Santa Cruz, São Gonçalo e São João de Meriti. Enfermeiros irão medir a pressão arterial dos advogados e aplicar um questionário sobre hábitos de nutrição e hidratação. Além disso, os enfermeiros vão orientar sobre cuidados com a saúde nesta época do ano e distribuir folhetos da Sociedade Brasileira de Dermatologia sobre cuidados com a pele durante o verão e informativos do Ministério da Saúde sobre o combate a dengue, chikungunya e zika.

A CAARJ realiza, desde 2013, atendimentos com ações de prevenção de saúde por todo o estado do Rio. Foram mais de 54 mil atendimentos até agora. Segundo o presidente da CAARJ, Marcello Oliveira, problemas de saúde podem ser evitados de forma simples. “A advocacia é uma profissão estressante, por causa dos prazos e das demandas, e muitos colegas precisam ir a mais de um fórum por dia para resolver suas pendências. Com o forte calor que faz no Rio, o uso do paletó pode contribuir para a hipertensão e outros problemas de saúde. É uma decisão de bom senso abolir o uso do paletó no verão”, afirma Oliveira.

RECOMENDAÇÕES

O clínico-geral Luiz Carlos Coelho, da Clínica CAARJ-Med10, já recebeu pacientes passando mal por causa do calor. De acordo com ele, ambientes muito quentes, o conselho é beber muita água e, se possível, molhar a testa ou os punhos para equilibrar a temperatura do corpo, evitando a hipertermia e a desidratação.

O médico elogia a campanha “Paletó no Verão, Não!” e faz um alerta. “Quando se coloca muita vestimenta, você mantém o calor no corpo e é até anti-higiênico para a pele, porque ela precisa transpirar. Isso aumenta a temperatura do sangue, o que, com o tempo desnatura proteína, podendo causar desnutrição, fraqueza e desidratação. Até os rins são afetados, pois a resposta à sudorese intensa é filtrar menos líquido para produzir menos urina, tentando manter o equilíbrio hídrico do corpo”, diz Coelho.



NOTICIAS

01/11/2017 - Advocacia Solidária mobiliza a população de Nova Iguaçu

SAIBA +

21/09/2017 - Vida no Escritório promove sessões de relaxamento para os advogados

SAIBA +

20/09/2017 - Projeto Advocacia Solidária chega à Baixada Fluminense

SAIBA +

18/09/2017 - A importância da vitamina D para o nosso organismo

SAIBA +

11/09/2017 - HPV: vírus silencioso e perigoso

SAIBA +

05/08/2017 - Campanha de Vacinação passa por comarcas e pela Justiça Federal

SAIBA +

03/08/2017 - Saiba identificar os sintomas da estafa

SAIBA +

29/06/2017 - Aprenda a proteger a pele no inverno

SAIBA +

20/06/2017 - Atenção às doenças de inverno

SAIBA +

12/06/2017 - Campanha de Vacinação chega ao Centro do Rio

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]