Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

SEM CATEGORIA | NOTÍCIAS

Advogado é apaixonado pelo hobby do parapente

12675190823_5afcdb4f75_b

“A sensação de liberdade, a paz e o silêncio, rompido somente pelo vento, a beleza de ver tudo de cima em contato direto é maravilhoso e indescritível”, disse o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Espírito Santo (CAA-ES) Carlos Augusto Alledi de Carvalho, que pratica parapente há cerca de dez anos. Segundo o advogado, a adrenalina que o esporte proporciona, as amizades e as viagens são motivos que o fazem ser apaixonado pelo esporte eclético, onde não existem limites de faixa etária nem disposição física. “Temos pilotos de 70 anos e de 20 anos que convivem em perfeita harmonia”.

Ele revelou que o interesse por voar surgiu quando estava a passeio em Castelo, no Espírito Santo. “Meus amigos me convidaram para assistir a uma etapa do campeonato de parapente que estava acontecendo na Rampa de Ubá. Minha esposa fez um voo duplo, ficou maravilhada e me incentivou a fazer, pois tinha certeza de que eu gostaria. Procurei uma escola de voo em Vitória e fiz o curso”.

“Por ser minha vela de competição, tenho que pelo menos voar uma vez por semana, para manter a mão e a regularidade do voo” declarou o piloto, que foi presidente da Federação Capixaba de Voo Livre em 2005 e 2006. “Este ano participei, em janeiro, da etapa de Alfredo Chaves”, disse o advogado, que tem vários troféus dos campeonatos de que participou no Espírito Santo. “Não tenho título, pois seria necessário participar de todas as etapas durante o ano, o que faria a somatória ao final, tendo em vista nossa atividade profissional que é corrida”, explicou.

Nestes 10 anos de voo, o piloto-advogado já voou todas as rampas do Estado do Espírito Santo. “Mas em particular, guardo com carinho a amizade que construímos com os pilotos locais, a visita aos sítios de voos como Ubá (Castelo/ES), Ibiturana (Governador Valadares-MG), Monjolo (Baixo Guandu), Serra da Moeda (BH/MG), Pedra Bonita (São Conrado-RJ); Rampas de Porciúncula e de Varre e Sai (RJ) e Falésia da Pitinga (BA)”, disse, para em seguida, contar seu sonho: “Voar no deserto do Chile. Lá, você praticamente decola do chão, para voar o dia todo.”