Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

ASSISTÊNCIA | NOTÍCIAS

Advogados receberão orientação gratuita sobre educação previdenciária

destaquefuturoseguro

A OABPrev-RJ, a Caixa de Assistência e a OAB/RJ lançam na próxima quinta-feira (10/7) o Programa de Educação Previdenciária – Futuro Seguro, em parceria com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O evento será na sede da OAB/RJ, às 17h, com as presenças dos presidentes da Caarj, Marcello Oliveira; da OAB/RJ, Felipe Santa Cruz e da OABPrev-RJ, Alexandre Albuquerque; além de Renan Aguiar, diretor tesoureiro da Caarj e presidente do Conselho Deliberativo da OABPrev-RJ.

O Programa visa orientar e conscientizar os advogados sobre os direitos e deveres previdenciários e a garantia de usufruir, com tranquilidade e segurança, de tudo aquilo que as previdências pública e privada podem oferecer.

O programa oferecerá palestras ministradas por servidores do INSS e consultores da OABPrev-RJ. Nestes encontros, técnicos do INSS fornecerão aos advogados informações sobre inclusão e permanência no regime de previdência, mostrando que eles podem acompanhar sua situação via Internet e no Cadastro Nacional de Informações Sociais.

A OABPrev-RJ orientará os advogados, a partir de simulações feitas com base no perfil financeiro de cada um. O consultor vai auxiliar o advogado a organizar seu orçamento, indicando o valor da contribuição ou da complementação de renda para que ele garanta um futuro seguro.

As atividades, coordenadas pelo Serviço Social da Caarj, acontecerão das 9h às 17h, nas subseções ou nas salas da OAB/Fórum, conforme calendário divulgado na subseção e na agenda da Caarj Social.

Marcello Oliveira afirma: ”Nos encontros os advogados terão a oportunidade de conhecer sobre os regimes de previdência e esclarecer todas as dúvidas com especialistas no assunto, gratuitamente”.

De acordo com pesquisas, um grande número de advogados não contribui para nenhum regime de previdência, ficando vulnerável socialmente em situações de suspensão, temporária ou definitiva, de suas atividades laborativas.

“A previdência deve fazer parte do planejamento da vida de todo cidadão, ganhando sobre-importância no caso dos advogados, pois estes são, em sua maioria, profissionais liberais que não contribuem compulsoriamente para qualquer previdência. Assim, o planejamento previdenciário não pode se dissociar da organização financeira do escritório e da vida pessoal do advogado”, conclui Renan Aguiar.