Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

ASSISTÊNCIA | NOTÍCIAS

Futuro Seguro realiza ação itinerante no Centro do Rio

destaqueO diretor tesoureiro da Caarj Renan Aguiar conversa com a consultora Iolanda Barbosa

O diretor tesoureiro da Caarj Renan Aguiar conversa com a consultora da OABPrev-RJ Iolanda Barbosa

Futuro Seguro realiza ação itinerante no Centro do Rio

A ação itinerante do projeto Futuro Seguro esteve, pela primeira vez, nesta quarta-feira (24), no Tribunal de Justiça e na Casa do Advogado Paulo Saboya, localizadas no Centro do Rio. O programa, em parceria com a OABPrev-RJ, OAB/RJ, ADVCredi e INSS, tem o propósito, por meio de palestras e atendimentos personalizados, orientar os advogados a equilibrarem suas finanças e planejarem um futuro mais seguro para a família.

Os técnicos do INSS, de plantão durante a ação, esclareceram dúvidas sobre a previdência social e os consultores da OABPrev-RJ simulam planos de previdência complementar e apresentam deste tipo de investimento. Os esforços concentram-se na tentativa de que os advogados e familiares desenvolvam uma consciência financeira já que, segundo pesquisa, 75,68% dos advogados não possuem previdência complementar e 25% não contribuem para o INSS.

O diretor tesoureiro da Caarj e presidente do Conselho Deliberativo da OABPrev-RJ, Renan Aguiar acompanhou alguns atendimentos do projeto no TJ/RJ e na Casa do Advogado. “A campanha é um sucesso por dois motivos: pela compreensão e adesão dos advogados ao plano de previdência pública e complementar e pela informação dada sobre educação financeira, proporcionado a todos uma reflexão sobre seus gastos orçamentários”, disse Renan. “Muitos colegas buscam orientação o que demonstra a preocupação com a aposentadoria”, finalizou.

Cristiane Moraes, residente em Duque de Caxias, tem 35 anos e é mãe de dois filhos. Ela explica que está a oito anos sem contribuir para o INSS e buscou orientação com os técnicos do órgão. “Quero voltar a contribuir, mas falta a regularização da situação”, disse a advogada. Ela aproveitou também para simular uma proposta de adesão ao plano privado: “Nossa vida é muito corrida e quando atentamos o tempo já passou. É importante pensar no futuro”, declarou.

O trabalhista Henrique Bernardes, de 35 anos, não tem plano de previdência privada e não contribui para o INSS. “Pretendo voltar a contribuir, para desfrutar na aposentadoria”, afirmou. E completou: “Quanto mais tardio der início à contribuição, mais a demora para se aposentar e ter disponibilidade e saúde para trabalhar até a idade avançada é complicado”. “A proposta é muito boa e interessante”, elogiou o advogado, que agradeceu a oportunidade de participar da ação.

O advogado Pedro de Lima Bandeira, de 54 anos, especialista no Direito Militar, contou que está na reserva, mas pretende contribuir com a previdência complementar para melhorar sua renda. “Acho o programa importante, já que a maioria dos advogados não tem vínculo empregatício e não se preocupa com o futuro”, reforçou.

A advogada Ana Maria Bello de Carvalho participou da consultoria com os técnicos do INSS, na Casa do Advogado. “Contribuo pela previdência social e verifiquei se estava tudo correto”, falou. E acrescentou: “Continuarei pagando, para me aposentar daqui a dez anos”.

Ao contrário da colega, o civilista Carlos Eduardo Teixeira regularizou sua situação como profissional liberal, porque estava há seis meses sem contribuir para a previdência pública. E disparou: ”É importante garantir o futuro.

O projeto, iniciado em julho, já realizou ações itinerantes de educação financeira e previdenciária nas subseções e nos fóruns de Maricá, Magé, Cabo Frio, Duque de Caxias, São Gonçalo, Nova Iguaçu. Itaboraí, Nilópolis, Araruama, Rio das Ostras, São João de Meriti e Itaguaí. Confira o calendário AQUI e programe-se para participar.