Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

CULTURAL | NOTÍCIAS

Odeon recebe Cineclube Direito em Movimento

destaque cineclube

A realidade dura enfrentada pelas mulheres de apenados marcou a edição do Cineclube Direito em Movimento, nesta quinta-feira (29), uma parceria entre a Caarj, a Defensoria Pública do Estado e o Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro – Cine Odeon. Presidente da Caarj, Marcello Oliveira anunciou,na ocasião, que o Instituto dos Advogados do Brasil (IAB) irá se juntar à iniciativa. “A advocacia precisava deste espaço, deste tipo de fórum permanente de discussão. Agradeço imensamente a participação de todos”, disse Oliveira, ao lado do segundo Defensor Público Geral do Estado, Rodrigo Pacheco; e do presidente da Fundação Escola da Defensoria, Pedro Paulo Carrielo.

A edição do Cineclube trouxe a exibição do filme Cativas – presas pelo coração, da cineasta Joana Nin. Após o filme, foi realizado um debate com a diretora, a advogada e integrante da Comissão de Segurança da OAB/RJ Maíra Fernandes e Carrielo, além da mediadora, a jornalista Flávia Oliveira, que agradeceu o convite. “É um prazer estar aqui, desejo vida longa a este projeto. O Brasil precisa muito de certos debates, de pessoas com coragem para trazer certos assuntos à discussão”, acrescentou.

Durante o debate, Joana Nin falou sobre os doze anos de pesquisa que levaram ao filme, concluído em 2012 e lançado em 2013. “O filme nasceu depois de uma experiência que tive quando era repórter, no Paraná, e cobri uma rebelião de presos. No final da rebelião, observei que mais de cem mulheres estavam acampadas, aguardando notícias de seus maridos. Aquela era uma realidade pouquíssimo conhecida, e vi ali que aquelas mulheres não mereciam permanecer anônimas”, afirmou.

Temas como a visita íntima, a revista vexatória e a criminalização da família do preso perpassaram o debate, que trouxe à tona também o machismo e o preconceito que se perpetuam no sistema penitenciário, conforme a explicação de Maíra Fernandes. “O sistema parte do pressuposto que todos estão cumprindo pena, não só os presos. É a mãe, que não soube educar e por isso ele se tornou criminoso; é a mulher de bandido, que não merece respeito, os filhos que também são estigmatizados”, lamentou. Defensor do Tribunal do Júri, Carrielo lembrou, ainda, que a mulher é mais fiel ao preso do que quando a situação é inversa. “O filme mostrou a força que estas mulheres têm”, acrescentou.

Este slideshow necessita de JavaScript.



NOTÍCIAS

16/11/2018 - Segundo filme de Animais Fantásticos estreia no Odeon

SAIBA +

09/11/2018 - Eixo Cultural da CAARJ já distribuiu mais de 2700 ingressos em 2018

SAIBA +

06/11/2018 - Coral de Advogados CAARJ Centro recebe colegas coralistas para intercâmbio

SAIBA +

01/11/2018 - Teatro Clara Nunes será palco de festival voltado às crianças

SAIBA +

01/11/2018 - Canções de Roberto Carlos embalam espetáculo de dança em Niterói

SAIBA +

31/10/2018 - Terceiro encontro de Corais da Advocacia é marcado pela emoção ocasionada pelo canto

SAIBA +

31/10/2018 - Pague metade para dar muita risada

SAIBA +

29/10/2018 - Confira os espetáculos com desconto em novembro

SAIBA +

25/10/2018 - Caravana Sociocultural faz a advocacia chorar duas vezes

SAIBA +

25/10/2018 - Terror, suspense e musical na programação do Cine Odeon

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]