Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

CULTURA & LAZER | NOTÍCIAS

A dança como paixão

 

Dos códigos para os palcos, da letra da lei para os acordes musicais. Para a advogada, bailarina e coreógrafa Leila Marcia Maciel Neves, o mundo do Direito e o mundo da dança conseguem estar em harmonia. “Atualmente é mais simples porque tenho meu próprio escritório e faço meus horários. Durante o dia me dedico à advocacia; no final da tarde e à noite faço aulas de dança e ensaio para meus espetáculos”, aponta ela, que esteve em cartaz com o espetáculo Libertango – um espetáculo de Piazzola, no Teatro Vanucci.

Leila começou a dançar ballet clássico aos cinco anos, por recomendação médica. Mas o que começou como tratamento virou paixão: aos 11 anos, após estar recuperada, continuou os estudos e se tornou profissional. “Hoje mudei o estilo de dança, estou mais dedicada à dança de salão, em especial ao tango, west coast swing, lindy hop e o soltinho. Faço trabalhos também como coreógrafa e direção de corpo para teatro”, acrescenta.

Desde seus primeiros pliés até hoje já se vão mais de 40 anos, mas ela está longe de parar. A advogada, que coleciona trabalhos como bailarina, atriz e coreógrafa em peças de teatro e programas de televisão, pretende dar continuidade ao espetáculo Libertango no ano de 2016. Além disso, ela tem um sonho: que o artista seja mais respeitado pelo seu trabalho. “Não sou especialista em direitos autorais, por exemplo, mas gostaria de ver os artistas serem realmente protegidos e terem lucro verdadeiro com seu trabalho. O lucro maior nunca é do artista”, critica.