Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ

VIDA | NOTÍCIAS

A importância da vitamina D para o nosso organismo

Substância essencial para o corpo, a vitamina D traz benefícios como fortalecimento dos ossos, prevenção e controle do diabetes. Conhecida por ajudar na absorção do cálcio no organismo através da exposição ao sol da manhã, a vitamina precisa estar em doses adequadas, caso contrário pode causar problemas que afetam ossos, músculos e até o funcionamento cerebral.

Por recomendação médica, a exposição ao sol deve ser de 5 a 15 minutos antes das 10h e após as 16h, por pelo menos 3 vezes na semana. Quanto mais clara a pele, menos tempo de exposição, por ter absorção mais rápida. Mas o sol não deve ser considerado a única fonte para a produção e prevenção de deficiência desta vitamina.

Como obter a vitamina D

Ao se expor ao sol para obter a vitamina é importante não passar o filtro solar. Para se ter uma ideia, o protetor fator 8 inibe a retenção de vitamina D em 95%, e um fator maior do que isso praticamente zera a produção da substância. Para evitar o câncer de pele, após os 15 a 20 minutos recomendados para obter a vitamina, passe o protetor solar.

Todos os alimentos fontes da vitamina são de origem animal, porque as fontes vegetais não conseguem sintetizar a vitamina da maneira como os alimentos provenientes de animais. Atum, sardinha, ovo, carne bovina e queijo cheddar são alguns destes alimentos. Em casos de deficiência, constatada após exame de sangue, podem ser utilizados suplementos para a reposição. Porém, é importante ressaltar que os suplementos só podem ser tomados após a orientação médica para o consumo dessas doses extras.

Riscos do consumo em excesso de vitamina D

O excesso de vitamina D só ocorre por meio da suplementação. Isto porque os alimentos não contam com quantidades grandes da substância e a obtenção dela por meio dos raios solares é regulada pela pele, que cessa a produção da vitamina quando atinge os valores necessários.

Porém, o excesso por meio dos suplementos sem a orientação médica pode ser muito perigoso. Há o risco de ocorrer a elevação da concentração de cálcio no sangue e isso pode provocar a calcificação de vários tecidos, sendo que os mais afetados são os rins, que podem chegar a perder sua função.

Fonte: Sociedade Brasileira e Americana de Dermatologia (SBAD)



NOTICIAS

17/04/2019 - Defenda a vida: Doe Sangue

SAIBA +

16/04/2019 - Leve Saúde para a advocacia

SAIBA +

12/04/2019 - Caarj organiza palestra sobre Meningite

SAIBA +

02/04/2019 - OAB Bangu promove caminhada contra a violência

SAIBA +

02/04/2019 - Ação Itinerante alcança mais 220 atendimentos em março

SAIBA +

02/04/2019 - Caarj se mobiliza para o Mês da Saúde

SAIBA +

29/03/2019 - Março Lilás Caarj

SAIBA +

28/03/2019 - 1ª Caminhada pela Valorização da Mulher

SAIBA +

13/03/2019 - Março Lilás chega às subseções com Ação Itinerante

SAIBA +

12/03/2019 - Saiba mais sobre o câncer de colo do útero

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]