Logo da CAARJ
Logo da OAB-RJ
Informativo CAARJ

CULTURAL | NOTÍCIAS

CAARJ combate o assédio no Carnaval em blocos e no baile do Eixo Cultural, que atraiu mais de 250 foliões

Na quarta-feira que antecedeu o Carnaval (07/02), a advocacia fluminense já deu, no Baile do Eixo Cultural da CAARJ, o seu grito de “Basta!” ao desrespeito às mulheres, principalmente por ocasião da folia. A festa levou ao Sarau Rio, na Lapa, mais de 250 foliões fantasiados, que cantaram a marchinha “Tenha Respeito”, vencedora do 1º Concurso de Marchinhas da CAARJ. Embalados pelo samba do grupo Família Moadir, advogadas, advogados e seus convidados brindaram o evento com alegria. A advogada Haiebe de Paula Baptista era uma das mais animadas. “É emocionante! Nós advogados merecemos relaxar em um evento sensacional, afinal é carnaval e nós amamos tudo isso”, comemorava.

Assista à matéria sobre o baile aqui e veja o álbum com as fotos do evento ali.

A inspiração para a composição, assinada pela advogada Carla Viola em parceria com seus amigos Djamil Moreno e Ricardo Valverde, foram os recentes sucessos musicais que trazem apologia ao desrespeito e ao estupro de mulheres. A advogada afirma que, ao saber da campanha “Não Brinque com os Meus Direitos”, do Eixo Cultural da CAARJ, começou a pensar em uma letra que fizesse um contraponto a músicas desrespeitosas. “O resultado foi uma marchinha que a gente decora facilmente e que nos empodera imediatamente”, brincou a foliã Linalva Alves, no bloco Mulheres de Chico, que agitou a praia do Leme, na Zona Sul do Rio, no sábado após o Carnaval (17/02). “A letra não sai mais da minha cabeça. Fico cantarolando bem alto para os rapazes ouvirem mesmo! Funciona como prevenção”, disse com muito bom-humor Linalva, que é estudante de Direito.

Com a campanha, o presidente da CAARJ, Marcello Oliveira, defende um Carnaval saudável, bonito e sem violência. “Não pode haver agressão, especialmente às mulheres, que sofrem muito nesta época do ano com o assédio”, afirma Oliveira. A Caixa de Assistência preparou ventarolas com leis específicas que defendem o direito das mulheres, como a Lei Maria da Penha e a lei de Importunação Ofensiva ao Pudor, e distribuiu em blocos antes, durante e após o carnaval, bem como no baile. Foram confeccionados, ainda, carimbos com as mensagens “#NÃOÉNÃO” e “#NãoBrinqueComOsMeusDireitos”. “Acho essencial estarmos valorizando mais a mulher e o respeito ao público feminino, ainda mais no Carnaval, por conta de tudo que estamos vendo acontecer”, ressaltou Géssica Modesto, advogada que se divertiu no baile.

Este slideshow necessita de JavaScript.



NOTÍCIAS

16/11/2018 - Segundo filme de Animais Fantásticos estreia no Odeon

SAIBA +

09/11/2018 - Eixo Cultural da CAARJ já distribuiu mais de 2700 ingressos em 2018

SAIBA +

06/11/2018 - Coral de Advogados CAARJ Centro recebe colegas coralistas para intercâmbio

SAIBA +

01/11/2018 - Teatro Clara Nunes será palco de festival voltado às crianças

SAIBA +

01/11/2018 - Canções de Roberto Carlos embalam espetáculo de dança em Niterói

SAIBA +

31/10/2018 - Terceiro encontro de Corais da Advocacia é marcado pela emoção ocasionada pelo canto

SAIBA +

31/10/2018 - Pague metade para dar muita risada

SAIBA +

29/10/2018 - Confira os espetáculos com desconto em novembro

SAIBA +

25/10/2018 - Caravana Sociocultural faz a advocacia chorar duas vezes

SAIBA +

25/10/2018 - Terror, suspense e musical na programação do Cine Odeon

SAIBA +

[MAIS NOTÍCIAS]